Atividade Física

Slackline: aventura ao alcance dos seus pés!

Se você ainda não praticou, depois desse post vai querer praticar, e muito! Aposto…!

O verão está aí e todo mundo está partindo para as praias de todo o Brasil.
Geralmente as praias têm árvores e o que a gente mais vê entre elas hoje em dia é uma fita e um bando de gente andando pra lá e pra cá sobre ela. É super moda!

Mas por que será que todo mundo anda praticando esse esporte?
Vamos saber agora!

O que é Slackline?
Slackline significa “linha folgada”, também conhecido como “corda bamba”. É um esporte que consiste em equilibrar-se sobre uma fita com o objetivo de atravessar de um lado para o outro sem cair. O Slackline tem sua origem nos EUA pelos escaladores que, em momentos vagos por impossibilidade de seguir com a escalada, colocavam uma fita entre seus equipamentos e andavam pra lá e pra cá como passatempo. Mas perceberam essa atividade era muito mais do que isso…

Qual é a “pegada” desse esporte?
Movimento: atravessar a fita arriscando ou não novas manobras.
Estabilidade: tentar novas posições como sentar, levantar uma perna, etc.

6 maiores benefícios da prática do Slackline
Assim como todo esporte, o slackline também traz vários benefícios para o corpo e para a mente.

1 – Equilíbrio: como a fita se move por causa do desequilíbrio natural do corpo suspenso e pela força da gravidade exercida, nosso sistema nervoso enviará comandos para que você tente superar essa condição, passando assim a viabilizar meios para se equilibrar. É natural o uso de braços e correção de postura para conseguir o equilíbrio.

2 – Postura: a postura é ideal para conquistar o equilíbrio, pois há recrutamento direto dos grupos musculares da cintura pélvica e escapular (quadril e ombros).

3 – Concentração: sem concentração é praticamente impossível o praticante se manter sobre a fita. Quando se exige equilíbrio, automaticamente a concentração é solicitada.

4 – Psicológica: ocorrem estímulos das capacidades cognitivas, como raciocínio lógico, atenção e disciplina, além do trabalho da calma e concentração gradativas e contínuas.

5 – Força: melhora significativa de coordenação motora e controle corporal. A forma que o quadríceps, glúteo e os músculos internos (estabilizadores) são recrutados, se assemelham a de um treinamento funcional, levando assim ao fortalecimento desses músculos e das articulações, trabalhando assim na prevenção de lesões.

6 – Musculatura: os músculos agonistas (que realizam o movimento), antagonistas (que se opõem ao movimento) e os sinergistas (que auxiliam o movimento) trabalhando em conjunto, além de evitar torções articulares, aumenta a capacidade de resposta a um estímulo (como o de subir na fita ou se de movimentar com equilíbrio e postura), realizando assim a travessia da fita com sucesso.

 

Modalidades
Dentro desse esporte de corda bamba, temos algumas modalidades, que seriam assim uma evolução dos movimentos mais básicos para os mais complexos.

Shortline: É a mais indicada para iniciantes, pois não exige grandes esforços e habilidades específicas. É mais segura, o nível da fita é baixo e com pontos bem próximos.

Shortline-slackline

Slackline: Curtas distâncias (5m a 10m), geralmente colocado a 30cm do chão. Existem várias possibilidades de tensões na fita onde o praticante se equilibra, possibilitando assim diferentes manobras.

Slackline

Trickline: a partir de muito treino e preparo físico, você consegue fazer manobras com saltos e equilíbrio extremo, pois a fita já permite a impulsão por estar colocada a 60cm de altura, sendo assim sua prática de forma mais dinâmica. É a modalidade mais popular do Slackline.

Trickline

Longline: o objetivo dessa modalidade e preparar você para atravessar distâncias maiores, de pelo menos 20 metros, com fitas tubulares de 2,5cm garantindo o balanço procurado pelos praticantes. Exige do praticante força muscular e concentração para chegar até o final.

Longline

Highline: agora sim chegamos a uma das partes mais desafiadoras. Essa modalidade requer experiência por parte do praticante em slackline avançado, domínio de equipamentos e conhecimento em escalada, uma vez que a prática é feita em montanhas ou entre prédios com alturas superiores a 5 metros. Vai encarar? Rsrs

Highline

Baseline: praticada apenas por paraquedistas. É uma variação do Highline e o praticante utiliza o paraquedas caso caia da fita. Nesse caso, ele não utiliza cinto de segurança com alça para as pernas.

Baseline

Waterline: essa é a prática mais divertida e você só precisa saber nadar para praticar, pois é sobre as águas, piscinas, praias ou rios que ela acontece. Além do básico, dá para realizar manobras e tudo isso sem riscos.

WaterlineComo boa pisciana, adoraria fazer Waterline haha

Dicas!
✅ Se você nunca fez trabalho de equilíbrio, comecei andando sobre a fita ainda no chão, olhando para ela e verificando quanto consegue andar sobre linha reta sem sair dela.
✅ Depois, evolua (ainda no chão), caminhando e olhando para frente.
✅ Quando for subir no slackline, inicie em baixas distâncias do chão, como forma de segurança.
✅ Comece se equilibrando em um pé de cada vez e depois evolua para equilíbrio com os 2 pés.
✅ Após essa etapa, olhe para frente, flexione os joelhos e levante os braços mantendo o equilíbrio no seu centro de força que é o abdômen, procurando atravessas devagar, sentindo a evolução do seu equilíbrio.
✅ Treine tudo isso com paciência e respeite sua própria evolução.

Minha opinião
Sem dúvidas o Slackline é um esporte acessível a todos e com sua grade de benefícios para o físico e psicológico, é tendência forte na atualidade.
Eu super indico essa prática, principalmente por trabalhar tanto os músculos do core, que são músculos estabilizadores e importantíssimos para nossa postura e sustentação corporal. Claro, não precisa ser uma Baseline ou Highline da vida, né? A não ser que você queira e tenha treino pra isso, claro! Mas temos outras formas acessíveis e que trabalham muito bem o objetivo.

Quem aí já praticou?
Conta aí como foi! 👇

Na internet você encontra material completo a partir de 99,00. Junta a galera e racha o valor que fica baratinho pra todo mundo 😉

Beeeijos da Bru 💋

Me siga nas redes sociais:
FacebookInstagram ∾ PinterestGoogle+

Fontes:
http://goo.gl/je1A1i
http://goo.gl/DqgPhN

COMPARTILHE esse post:

6 Comentários

  1. orang673

    8 de janeiro de 2016 at 9:57 am

    Tenho vontade de praticar, mas a modalidade mais simples possível hahahaha aquela do balão deve ser muito tenso de fazer!

    Beijos

    http://orangelily.com.br/

    1. Bruna Bussular

      8 de janeiro de 2016 at 12:31 pm

      Acredite, a mais simples já é muito boa!
      Beeeijos

  2. Simone

    7 de janeiro de 2016 at 3:11 pm

    Nunca pratiquei mas acho super interessante, seu post está super completo, não conhecia várias modalidades deste esporte, adorei 🙂
    http://www.charme-se.com/

    1. Bruna Bussular

      7 de janeiro de 2016 at 7:09 pm

      Obrigada Simone!
      Siiim, tem de tudo um pouco, dos que se arriscam menos aos que se arriscam 100%
      Mas mesmo o mais simples já é um excelente exercício físico e já te libera bastante adrenalina rs

      Fico feliz que tenha gostado.
      Te convido a passar sempre por aqui.
      Beeeijos!

  3. VANESSA BRUNT

    7 de janeiro de 2016 at 12:47 pm

    Caramba! Que bacana! Não sei se tenho coragem e do jeito que sou desastrada iria cair feio, rs. Mas adorei ter conhecimento!

    http://WWW.SEMQUASES,COM

    1. Bruna Bussular

      7 de janeiro de 2016 at 1:52 pm

      Van, de começo você pratica no chão e quando subir na fita, terá alguém segurando sua mão de início.
      Quando se sentir segura que você faz livre.
      É massa!

      Beeeijos

Comente aqui! Vamos conversar ;)