Atividade Física

Overtraining: pode parar agora!!

Se você é uma daquelas pessoas que passam duas, três horas na academia, fazem mais do que duas modalidades de exercícios físicos por dia ou mesmo uma única modalidade de horas de duração, atenção: esse post é pra você!
Quando você faz mais exercícios do que o seu corpo é capaz de se recuperar, ou seja, quando você gera um estresse no seu corpo por excesso de exercícios e não dá um espaço de tempo suficiente de recuperação, é:

🚫✋😱✋🚫
⚠️ OVERTRAINING ⚠️ OVERTRAINING ⚠️ OVERTRAINING ⚠️

overtraining-atleta

Geralmente as pessoas abusam das cargas de treino como forma de compensação, aumentando progressivamente o tempo de treino e/ou até sua intensidade e se esquecendo de dar intervalos entre um treino e outro.
Com isso, você pode ter problemas musculares, nas articulações, na imunidade e no psicológico.
Antes, pensava-se no assunto quando relacionado a atletas de alto rendimento, mas o que vemos hoje em dias é que pessoas comuns vem cada dia mais desencadeando esse problema.

Problemas recorrentes do overtraining:
● Lesões agudas e crônicas
● Insônia
● Irritabilidade
● Alterações na Pressão Arterial
● Desequilíbrio hormonal
● Queda da performance

overtraining-2

Como saber se estou com a síndrome do overtraining?
Além ao aparecimento dos problemas acima, alguns dos sintomas são:
● Cansaço
● Preguiça
● Rápida exaustão no treino (queda do rendimento)

Ou seja: se você percebe seu corpo “reclamar” ainda no aquecimento do treino e mesmo na insistência você tenta treinar e não consegue terminar, pode ser sinal de overtraining.
Pessoas normais se aquecem, treinam e ainda sim teriam condições de fazer algo a mais.

Lembrando que sintomas isolados não são suficientes para diagnóstico.

O que ocorre em nosso organismo?
Perda da qualidade do sono: com isso a recuperação da musculatura e manutenção corporal ficam comprometidas.
Queda da imunidade: você fica exposto a doenças mais facilmente.
Aumento da frequência cardíaca mesmo em repouso: isso resulta no aumento da pressão arterial.
Perda de força e resistência: comprometimento do condicionamento físico.
Alterações no humor: irritabilidade e em casos extremos a depressão.
Dores musculares e fadiga: provenientes da sobrecarga e falta de descanso apropriado.

overtraining-depressao

Tem tratamento?
Quando diagnosticado a tempo, antes das alterações hormonais e ocorrência de lesões, tem tratamento sim. E é basicamente reduzir significativamente os treinos e em casos de competidores (maratonistas, por exemplo), a interrupção das provas.

Então, o que temos a fazer é: prevenir o overtraining! 😊
🍎 Alimente-se bem: vá ao nutricionista e peça uma dieta adequada para sua rotina, incluindo alimentação pré-treino e pós-treino. Dietas restritivas, com baixo teor de carboidratos bons agravam ainda mais os sintomas.
🏆 Treine com consciência: não adianta correr contra o tempo e nem supercompensar nada. Seu corpo vai responder bem tendo o estímulo certo, no tempo certo e da forma certa. Procure um profissional de educação física para te auxiliar neste processo.

E lembre-se: passou do um ponto em que seu corpo passa a responder de forma negativa, não é mais saudável.

Compartilhe esse post para que essa informação chegue ao máximo de pessoas, que muitas vezes passam por isso e não percebem ou não sabem das consequências.

O que você acha sobre esse assunto? Comenta aqui  embaixo 👇

Me siga nas redes sociais:
FacebookInstagram ∾ PinterestGoogle+

Beeeijos da Bru 💋

COMPARTILHE esse post:

2 Comentários

  1. Marloir (Friend)

    17 de junho de 2016 at 10:26 am

    Sempre com postagens interessantes. Parabéns Friend!!

Comente aqui! Vamos conversar ;)